NEWSLETTER AGOSTO 2020

JUNIBEE NEWS #2

Uma newsletter para pensar sustentável!

Durante nossa atuação enquanto uma marca vegana & sustentável fizemos collabs importantes, aperfeiçoamos nossos produtos, lançamos novas frentes de produção, juntamos uma base de seguidores significativa e agora é a hora trocarmos boas informações — que nos tragam consciência e renovem nossas baterias para seguirmos construindo o mundo que queremos. Afinal, como diz a linda oração do povo nativo americano Hopi, nós somos aqueles que nós mesmos estávamos esperando.  Desejamos que vocês aproveitem essa leitura e que sigam inspirados! Para entrar nos links é só clicar nos quadros ;)

PJ'S JUNIBEE & LOUNGEWEAR
Em uma pegada sustentável, lançamos semana passada e vamos lançar na próxima, respectivamente, um pijama-not-pijama elegantíssimo de linho e um de algodão orgânico — nossas peças de loungewear, chamadas carinhosamente por aqui de PJ'S.

Nós da junibee acreditamos que pequenas escolhas geram grandes mudanças. Por isso cada parte do processo de confecção dos PJ's foi pensado com muito carinho e sustentabilidade. O linho que usamos é 100% linho, sem mistura com outros fios e de procedência confiável. Os botões são feitos de latão reciclável, as linhas da costura são 100% algodão feitas sob medida na cor exata do linho e as etiquetas são de impressão artesanal em algodão.

O algodão orgânico que usamos é produzido com métodos e materiais de menos impacto ao meio ambiente, utilizando sistemas que mantêm o solo fértil e diverso, sem uso de pesticidas e sem desperdício de água. Inclusive muitos cultivos utilizam apenas a água da própria chuva. E os motivos para não usar algodão transgênico, não-orgânico e descartáveis vão além: existem muitas denúncias de uso de trabalho análogo ao escravo em fazendas de algodão. E isso é inadmissível.

Além disso, nossas etiquetas foram feitas em algodão, impressas manualmente e afixadas na parte mais baixa da peça, assim elas ficam em contato com a calça ou shorts e não incomodam. Também tivemos uma atenção especial com os tamanhos. Eles são variados, feitos para atender aos mais diferentes tipos de corpo e você pode escolher top, calça e shorts separadamente, afinal nem sempre usamos o mesmo tamanho em todas as peças.

Tudo isso para que a experiência com nossa loungewear seja incrível, pois para nós o que importa não é apenas estar bem vestido e confortável, mas saber que estamos usando uma peça durável e sustentável ♡

MODA DO BEM
Se por um lado a pandemia traz impactos preocupantes pro agora, nós conseguimos visualizar boas possibilidades de futuro, como não poderia deixar de ser um momento tããão disruptivo como esse. Esta matéria da Forbes mostra como que o coronavírus transformará a indústria da moda em sustentável. Nós, que recentemente entramos nesse universo com nossas peças de loungewear, estamos mais que ligadas nessas mudanças. É muito necessário que a indústria da moda se reinvente, pois seu modelo atual se sustenta por sua insustentabilidade, com uso de matérias primas ambientalmente agressivas, peças praticamente descartáveis, remuneração e carga horária de trabalhos injustas ou até mesmo, infelizmente, trabalhos análogos ao escravo. https://forbes.com.br/negocios/2020/05/como-o-coronavirus-transformara-a-industria-da-moda-em-sustentavel/


ERA UMA CASA MUITO ENGRAÇADA
Em agosto nós participamos da feira Jardim Secreto que aconteceu dentro da edição virtual da Casa TPM. O evento realizado pela Revista Trip e TPM se adaptou de uma maneira incrível à nova realidade, criando uma casa online onde mulheres do mundo todo se encontraram para debater assuntos importantíssimos do nosso tempo. Que honra e alegria estar ao lado de tanta gente maravilhosa e poder passar para frente nossos valores de sustentabilidade. Além de ser incrível testemunhar um evento 100% online e tão inspirador quanto os presenciais! Se quiser conhecer a casa, só clicar aqui.  https://revistatrip.uol.com.br/casatpm/aff_source=56d95533a8284936a374e3a6da3d7996

MUNDO CONCRETO E PLÁSTICO

Se você, como nós, acha os prédios contemporâneos com vidros verdes e espelhados de gosto duvidoso, vejam esse vídeo da incrível School of Live! Com uma colagem dinâmica e gostosa, a narrativa tenta enumerar alguns motivos pela qual o mundo moderno é tão feio. O vídeo da Escola da Vida tem um recorte em arquitetura, mas esses dias assistindo a série The Marvelous Mrs. Maisel, que se passa nos EUA na década de 50-60 do século passado, me peguei perguntando: Por que o mundo anterior era tão colorido? Tudo tinha muitas e muitas cores, muitos tons pastéis, e, sendo bem honesta e sem um pingo de nostalgia (afinal o melhor lugar do mundo é aqui e agora), era bem bonito. A resposta? Bom, nós temos um palpite: a popularização do plástico mudou tudo, a estética de tudo. No início, suas versões arrojadas e tecnológicas, traziam uma ideia de modernidade para qualquer peça. Mas depois, as versões foram ficando cada vez mais e mais leves, baratas e, também, mais feias.  

https://www.youtube.com/watch?v=qgNxLiuwFDY&ab_channel=TheSchoolofLife

 FALANDO EM PLÁSTICO...

Foi com um mix de tristeza e esperança que lemos esta matéria do National Geographic, que aponta que sem nenhuma medida drástica, em 2040 teremos três vezes mais plástico nos oceanos que o número atual. Porém e por isso a esperança existem projetos com boas perspectivas e que se bem implementados podem mudar esse triste rumo. É o caso da ONG Pew Charitable Trusts e a SYSTEMIQ, Ltd., ambas de Londres, que possuem um projeto consiste para empresas de produção de plástico para que elas adotem um sistema cíclico.  

https://www.nationalgeographicbrasil.com/meio-ambiente/2020/07/em-2040-lixo-plastico-nos-oceanos-podera-ser-o-triplo-do-atual

O AQUI E AGORA NEM TÃO BOM ASSIM

A gente nem precisa ir para 2040 para mensurar o tamanho do estrago do uso deliberado de plástico, principalmente as embalagens. Idealizado pelo Plastic Free July, julho é o mês oficial sem plástico desde 2011. No Brasil, o movimento tem ganhado mais corpo há alguns anos, porém em 2020 a campanha se mostrou ainda mais desafiadora. Isso porque a pandemia aumentou dramaticamente o uso de descartáveis. Nesta matéria da National Geographic, entendemos melhor algumas estatísticas sobre o aumento uso de plástico durante a pandemia de Covid-19.

https://www.nationalgeographicbrasil.com/meio-ambiente/2020/07/plastico-descartavel-covid-19-pandemia-reciclagem-saude-catadores-sacola

BRINQUEDOS TÓXICOS

Você sabia que você consome semanalmente o equivalente a um cartão de crédito de microplástico presentes nos alimentos e água que você consome? Talvez a gente esteja monotemática, mas é preciso falar sobre plástico, pois foi o plástico que se tornou monotemático em nossas vidas, reduzindo a infinidade de materiais possíveis e plurais disponíveis na natureza.

O uso desmedido dessa matéria não só polui nossos oceanos, como nos intoxica. A gente vive falando sobre isso, afinal a junibee nasceu do desejo de romper com esse ciclo perverso de usar sacos plásticos ou filme plástico para embalar nossos alimentos. De que adianta comer agroecológico e preservar esses alimentos vivos em um material altamente tóxico?

Este artigo necessário, do incrível portal ECOA (falamos dele na nossa primeira newsletter), fala como que os brinquedos de plástico estão contaminando nossas crianças. Segundo o texto, nas estações de brinquedos infantis o ar fica contaminado com microplástico, nos causando um petit grande pânico só de imaginar. E a coordenadora do Grupo de Pesquisa em Química Verde da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Vânia Zuin, é taxativa e desconcertante ao afirmar que "é motivo para pânico sim". A questão não é só sobre a toxicidade do plástico, mas também porém sobre a publicidade irresponsável dos brinquedos infantis. O plástico contém uma característica perene, de não degradabilidade, porém o seu uso é extremamente descartável, com um interesse e desinteresse em velocidade recorde.

"Se por um lado o brinquedo é feito para durar e até mesmo atravessar gerações, por outro o mercado de brinquedos e o seu marketing está a todo instante inserindo novidades nas prateleiras para que o público infantil queira um novo item todos os anos."

https://www.uol.com.br/ecoa/reportagens-especiais/brinquedos-plasticos-impactam-saude-das-criancas-e-do-meio-ambiente/index.htm#page4

UM POUCO DE LEVEZA

"Silêncio é a poética do espaço" essa é uma das lindas divagações sobre o silêncio tecidas pelo trabalho Sanctuares of Silence, publicado pela Emergence Magazine. Não é um trabalho recém lançado, mas a gente ama voltar nele quando precisa silenciar. Idealizado por Gordon Hempton e dirigido por Emmanuel Vaughan-Lee e Adam Loften, o vídeo de 7 minutos é um mergulho profundo em áreas desabitadas do mundo, em uma busca incansável pelo silêncio, que nunca chega. Regado de poesia, o vídeo te leva para diferentes paisagens sonoras e visuais, que você pode explorar através do recurso de 360°. Hempton pesquisa há mais de três décadas os impactos da poluição sonora em Hoh Rainforest, considerada um dos locais mais silenciosos das Américas. Vale o mergulho nesse trabalho artístico e sensível!

https://emergencemagazine.org/story/sanctuaries-of-silence/